1. Home
  2. » 
  3. Administração Pública e Serviços Públicos
  4. » 
  5. Infraestruturas de Portugal

Infraestruturas de Portugal
Contactos

Centro de Contacto

Average: 1.5 (2 votes)

Desde o dia 1 de junho de 2015, por aplicação do Decreto-Lei nº 91/2015, de 29 de maio, que, em Portugal, as infraestruturas rodoviárias e ferroviárias são geridas por uma só empresa pública, cujo único acionista é o Estado Português e que é tutelada pelos Ministério do Planeamento e das Infraestruturas e pelo Ministério das Finanças.

Trata-se da Infraestruturas de Portugal, resultante da fusão da Rede Ferroviária Nacional, REFER, E.P.E. com a EP - Estradas de Portugal, SA.

contacta-nos

A IP - Infraestruturas de Portugal tem assim, como missão, financiar, projetar, construir e explorar as redes rodoviária e ferroviária nacionais, incluindo o comando e controlo da circulação desta última. Atualmente, a Infraestruturas de Portugal tem sob sua jurisdição direta mais de 13.664 km de estradas, a que se juntam 1.589 km subconcessionados, e mais de 2562 km de via férrea, mais de metade da qual se encontra eletrificada.

Tal com a generalidade das empresas públicas e organismos do Estado, com vista a uma agilização do relacionamento destes com o cidadão, a Infraestruturas de Portugal possui uma sólida presença na internet, com um site onde, a juntar à vastíssima quantidade de informação institucional e legal disponibilizada, é possível o acesso direto a uma série de recursos muito úteis, dos quais são merecedores de destaque:

  • O Portal Estradas.pt, que associa a informações sobre incidências como acidentes ou obras numa determinada estrada, informação de tráfego em tempo real, incluindo, em alguns casos, imagens vídeo.
  • Um planeador de viagens, seja por estrada ou caminho de ferro, onde basta colocar a partida e destino, data e horas pretendidas, para obter várias possibilidades de trajeto.
  • Uma lista de estações de caminho de ferro, pesquisável e assistida por apa interativo, que devolve informações várias a respeito de cada um destes elementos, tais como morada completa, contacto telefônico, horários e tipos de comboio servidos.
  • Uma Plataforma de Gestão de Licenciamentos online, que permite ao cidadão ou entidade gerir comodamente as suas licenças rodoviárias e/ou ferroviárias com a Infraestruturas de Portugal.
  • Uma área de recrutamento, onde é possível ao eventual interessado consultar e responder a vagas em aberto para trabalhar ou estagiar na Infraestruturas de Portugal.

Linha de apoio telefônico

Para efeitos de qualquer pedido de informação, sugestão ou reclamação, é possível contactar a Infraestruturas de Portugal por escrito, através da sua morada-sede: Campus do Pragal, Praça da Portagem, 2809-013 Almada, ou, em alternativa, do seu contacto de apoio central, o número de telefone 707 500 501, disponível todos os dias, 24 horas por dia, para informações sobre circulação ou ocorrências em estradas ou vias férreas, e ainda sobre portagens.

Juntam-se a estas formas de contacto o telefone 212 879 000, disponível de segunda a quinta-feira, das 09:00 às 18:00, e às sextas, entre as 09:00 e as 17:30, e o formulário de contacto, alternativo ao correio eletrónico, fornecido no site. Existe ainda um segundo formulário, exclusivo para jornalistas, devidamente identificado e que pode ser utilizado para envio de pedidos de marcação de entrevistas ou de captação de imagens ou som, por exemplo.

Datos empresa

Comentários
Ola boa noite, veio informar que se encontram duas casas uma branca e uma amarela, que se encontra em grande vegetação e silvado que se encontra as meias canas entupidas, que estão as pedras a cair do talude derivado há vegetação em risco de derrocada. Solicita se urgente da limpeza porque a água já está a infiltrar pelo taludo abaixo. Obrigado pela compreensão Aguardo pela resposta
Quando e que vao arranjar aquela merda de obra na rotunda da torre da marinha concelho de Seixal ja vai mais de três meses tenham vergonha na cara
A quando o melhoramento da estrada de acesso ao Mosteiro do Bom Jesus em Braga? está uma vergonha para nacionais e estrangeiros que a utilizam. Atenciosamente,