1. Home
  2. » 
  3. Blog
  4. » 
  5. Como tornar o PC mais r√°pido

Como tornar o PC mais r√°pido

melhorar o desempenho do seu PC

√Č normal que um PC v√° perdendo desempenho com a utiliza√ß√£o.

  • Por um lado, novos programas e novas formas de exibir a informa√ß√£o na internet exigem cada vez mais do equipamento e n√£o existe verdadeiro rem√©dio para a obsolesc√™ncia.
  • Por outro, s√£o novos programas instalados a carregar mais processos no arranque do sistema operativo, s√£o os programas que, mesmo depois de desinstalados, deixam para tr√°s vest√≠gios, √© a acumula√ß√£o de lixo e a redu√ß√£o de espa√ßo livre, os erros de configura√ß√£o, as extens√Ķes de aplica√ß√Ķes que permanecem instaladas e a consumir recursos, mesmo quando j√° n√£o s√£o usadas, etc.

Ent√£o, como tornar um PC mais r√°pido? Continue a ler para conhecer algumas dicas simples, que ir√£o certamente melhorar o desempenho do seu PC, e que poder√° p√īr em pr√°tica comodamente, a partir de casa, rapidamente e sem necessidade de incorrer em grandes despesas ou possuir conhecimentos t√©cnicos apurados.

 

Otimização

Na larga maioria das vezes, a forma mais r√°pida e conveniente de tornar um PC mais r√°pido √© por via da otimiza√ß√£o, ou seja, recorrer a uma aplica√ß√£o de manuten√ß√£o que detete/elimine ficheiros desnecess√°rios, pare processos e servi√ßos in√ļteis que estejam a iniciar automaticamente quando o sistema operativo arranca e corrija erros do Registo (Registry) do Windows.

Algumas op√ß√Ķes gratuitas s√£o o Iolo System Mechanic, o IObit Advanced SystemCare ou o CCleaner, da Piriform, que, para al√©m destas funcionalidades, conseguem detetar e corrigir muitos outros tipos de erros e, por vezes, at√© amea√ßas de seguran√ßa, atualizando componentes do sistema, drivers e revendo configura√ß√Ķes de rede.

Se, no entanto, n√£o pretender instalar nada novo no seu PC, poder√° sempre atualizar o Windows atrav√©s das ferramentas do pr√≥prio e eliminar ficheiros tempor√°rios, de forma simples, premindo WinKey+R e escrevendo "%temp%". O Windows ir√° abrir a pasta de ficheiros tempor√°rios do sistema, cujo conte√ļdo poder√° selecionar e eliminar.

remédio para a obsolescência

 

Utilizar as ferramentas do sistema

√Č preciso ter em conta que aquilo que as ferramentas indicadas acima fazem tamb√©m pode ser feito pelo utilizador, atrav√©s das ferramentas de manuten√ß√£o do sistema. No entanto, esse √© um caminho que exige mais tempo e conhecimentos. Por outras palavras: aquilo que as ferramentas de manuten√ß√£o do sistema oferecem ao utilizador, acima de tudo, √© pura e simples conveni√™ncia!.

No entanto, se, por exemplo, pode ser trabalhoso aceder √† lista de servi√ßos do Windows, services.msc, para decidir, item a item, o que √© que pode ou n√£o deixar de iniciar com o Windows, por outro lado, √© f√°cil utilizar as ferramentas do sistema para corrigir erros, otimizar e desfragmentar o disco r√≠gido. Sem embargo, tenha em conta que, se em vez de um HDD (mec√Ęnico) tiver um SSD, este n√£o dever√° nunca ser desfragmentado.

Um disco rígido "tradicional" guarda os dados em pequenas estruturas magnéticas que são escritas, algo aleatoriamente, no espaço marcado como livre, e lidas pela cabeça do disco. Ou seja, há movimento, e quanto mais distantes uns dos outros estes fragmentos de informação estiverem, mais movimento há, o que se traduz em maior tempo de acesso aos dados e mais desgaste para o disco.

Ao desfragmentar o disco, o utilizador est√° a agrupar essas informa√ß√Ķes que se encontravam espalhadas pelo disco para √°reas cont√≠guas umas √†s outras, de tal forma que, para as ler, a cabe√ßa do disco tenha de se mover menos, aumentando assim a velocidade de acesso e reduzindo o desgaste. No entanto, o SSD guarda as informa√ß√Ķes de maneira eletr√≥nica, um pouco como os m√≥dulos de RAM do computador, e n√£o tem partes m√≥veis.

Ent√£o, desfragmentar um SSD n√£o s√≥ √© in√ļtil, dado que n√£o melhora nada, como ainda vai encurtar a vida da unidade, uma vez que os SSD se "gastam", embora lentamente, com os ciclos de leitura e escrita.

 

Desinstalar alguns programas

Desinstalar alguns programas que nunca utiliza e dedicar uns momentos a analisar que programas est√£o a iniciar com o sistema e quais deles √© que s√£o realmente necess√°rios. Existem v√°rias formas de fazer com um determinado programa inicie com o Windows: nas configura√ß√Ķes do pr√≥prio programa, via msconfig (no Windows 7) ou gestor de tarefas (Windows 8 e 10).

Algumas das aplica√ß√Ķes indicadas anteriormente permitem tamb√©m remover programas do arranque do Windows.

 

Ter um √ļnico programa antiv√≠rus instalado

Ter um √ļnico programa antiv√≠rus instalado -- √© contraproducente ter mais que um -- e assegurar-se que este √© de confian√ßa e est√° atualizado. Existem comparadores online de programas antiv√≠rus, como o AV-Test (av-test.org) e o AV Comparatives (av-comparatives.org) que permitem saber qual ou quais os melhores antiv√≠rus do momento. E alguns deles s√£o gratuitos.

 

Aumentar a quantidade de memória RAM

Se o seu PC j√° tem uns anos e, independentemente de qu√£o "limpo" esteja, continua a mostrar mais e mais dificuldades em executar novos programas ou exibir sites da internet, √© muito prov√°vel que esteja a ficar obsoleto para as suas necessidades. Nesta altura, por norma, √© boa ideia come√ßar a pensar em adquirir um novo computador, mas h√° muitas situa√ß√Ķes nas quais poder√° conseguir algum tempo de utiliza√ß√£o adicional, a pre√ßos comparativamente reduzidos, com interven√ß√Ķes simples, como aumentar a quantidade de mem√≥ria RAM ou comprar um SSD para substituir o disco r√≠gido do seu dispositivo.

Aqui, as possibilidades são muitas, e se, por vezes, não vale a pena insistir, outras há em que uma atualização de poucas dezenas de euros representa, facilmente, mais uns anos de vida para o seu sistema. Leia e informe-se: não tenha problemas em perguntar, seja a conhecidos ou online, em fóruns dedicados ao tema, por exemplo.

E boa sorte!.